Dúvidas no preenchimento dos campos do menu NF-e/NFC-e?

Dúvidas no preenchimento dos campos do menu NF-e/NFC-e?

O primeiro passo é acessar a ficha do produto, em seguida, clicar na guia do formulário  NFe/NFce.

Importante: Apenas o Vetnnet v.3 (ou superior) está apto para utilização da nota fiscal eletrônica, é essencial que o seu contrato esteja configurado para utilização da versão fiscal do Vetnnet.

prod_encargo

Vamos explicar a seguir o que significa cada um deles:

EAN (European Article Number) – Basicamente, é código de barras do seu produto, ele é composto de 13 dígitos, onde os 3 primeiros são a identificação do país de origem, em seguida vem o código da empresa que fabricou o produto e por último vem o código de verificação do escaneamento. Resumindo, é como se fosse o CPF do seu produto, ou seja, esse código de barras é único.

NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) – É um código de 8 dígitos que o governo brasileiro estabeleceu para identificar de onde vêm as mercadorias. Todas as mercadorias vindas de outro país ou comprada aqui no Brasil deve ter em sua documentação um código NCM. É possível verifica-lo descrevendo o produto no site da Receita Federal.

CEST (Código Especificador da Substituição Tributária) – é um código novo que visa criar uma forma de uniformizar e identificar as mercadorias e bens que podem estar sujeitos ao regime de substituição tributária e de antecipação de recolhimento do ICMS (Imposto Sobre Circulação e Serviços).

OBS: Você só será obrigado a usar o CEST se o produto que cadastrou estiver na tabela do convênio ICMS 92/15.

EX (Exceção) TIPI (Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados) – Mostra quais são as alíquotas sobre produtos industrializados no mercado interno ou externo. É composta de 96 capítulos onde estão organizados, além da descrição e alíquota, todos os códigos de classificação de mercadorias.

CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) – É um código numérico de entrada e saída de mercadorias, intermunicipais e interestaduais. Ele determina se uma operação fiscal tem ou não tem que recolher impostos. Esse código obrigatoriamente deve ser indicado em todos os documentos de uma empresa. Cada código é composto por 4 dígitos onde o primeiro dígito identifica se a operação é de entrada ou de saída.

Visando facilitar o seu trabalho, criamos uma tabela da qual chamamos de tabela base , use o código do imposto / percentual no campo onde é solicitado.

Cod. Tabela ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços

É um imposto que reflete, principalmente, sobre a circulação de produtos, serviços de comunicação e transporte intermunicipal e interestadual.

Todos os contribuintes precisam ter o cadastro de ICMS.

Se sua empresa realiza com frequência alguma das atividades citadas acima (circulação de produtos, serviços de comunicação e transporte intermunipal e interestadual) com frequência ela deverá contribuir para o ICMS.

A tabela ICMS, nada mais é do que uma tabela que contém os códigos de origem das mercadorias ou serviços para notas fiscais.

Cod. Tabela ISS (Imposto Sobre Serviços) – é um imposto cobrado sobre serviços de qualquer natureza e é de competência dos Municípios e do Distrito Federal. Ainda que os serviços prestados não sejam uma atividade preeminente do prestador.

Ele não incide sobre exportações de serviços para o exterior do País.

Cod. Tabela IPI (Imposto sobre produtos industrializados) – As principais hipóteses de ocorrência do fato gerador de IPI são a importação (produtos estrangeiros) e a operação interna (saída de produtos industriais).

O período de apuração do IPI é mensal, este não se aplica sobre produtos estrangeiros.

Cod. Tabela II (Imposto de importação) – é o imposto cobrado sobre a importação de produtos estrangeiros. Quando viajamos para o exterior também é cobrado esse imposto sobre a bagagem trazida de fora do Brasil, sendo que nesse caso o valor será cobrado se o valor dos bens forem maior que a quota de isenção.

Cod. Tabela PIS (Programa de Integração Social ) – a apuração do PIS é feita sore o valor do faturamento mensal das empresas com aliquita entre 0,65% e 1,65% , esse valor depederá da forma que é feita a tributação das empresas.

Cod. Tabela COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) – é uma contribuição que financia a seguridade social (Previdência Social, Assistência Social e Saúde Pública). Essa contribuição é aplicada sobre o valor bruto de faturamento das empresas.

Obs: Você também pode consultar o seu contador para que ele te ajude e te auxilie no preenchimento.

Até a próxima!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s